Filtre por assunto: Gestão Inovação Tecnologia

Segurança da informação e ERP: qual é a relação entre eles

Segundo dados do Relatório de Tendências de Incidentes e Riscos Cibernéticos, desenvolvido pela Online Trust Alliance – OTA e publicado na revista online Convergência Digital, em 2017, mesmo com registro incompleto, ocorreram mais de 350 mil incidentes cibernéticos no mundo.

De todas essas ocorrências, 93% poderiam ter sido evitadas se houvesse um planejamento voltado para o gerenciamento de crises, com atualização adequada de software, bloqueio de e-mails duvidosos e treinamento dos profissionais que lidam diariamente com os sistemas da empresa.

Apesar disso, esse gerenciamento de crise não acontece porque muitos gestores subestimam o poder negativo das intrusões, principalmente em relação aos dados disponíveis no ERP corporativo.

Neste artigo, abordaremos a relação entre segurança da informação e ERP e como garantir a implementação de uma infraestrutura de TI eficiente na empresa. Confira!

A importância da segurança da informação

Os principais aspectos da segurança se relacionam à disponibilidade dos dados, ou seja, ao nível de acessibilidade – confidencialidade, restrição associada ao sigilo e integridade –, que possibilita a permanência das características iniciais das informações, para que não sejam violadas ou modificadas.

Apesar disso, qualquer empresa pode se submeter a vulnerabilidades, evidenciadas por falhas:

  • Humanas: proporcionadas por ações intencionais ou decorridas do despreparo e desatenção dos profissionais;
  • Tecnológicas: ocasionadas pela ineficácia do fluxo de informação, invasões, armazenamento inadequado em ferramentas desprotegidas, hardwares ou softwares com alto índice de criticidade ou obsolescência.

A Target, empresa norte-americana do segmento de varejo, por exemplo, teve, em 2013, seus sistemas invadidos por hackers. O prejuízo foi de cerca de 40 milhões de dados de cartões de crédito de clientes roubados, o que resultou em processos milionários movidos pelos ex-clientes lesados.

Segurança da informação e ERP: entenda essa relação

Os mecanismos de segurança têm a função de controlar os riscos pelo comprometimento da informação disponibilizada em ERPs. Isso porque, à medida que o nível tecnológico das empresas aumenta, são ampliadas as possibilidades de integração, mas, também, o índice de vulnerabilidades generalizadas que podem comprometer a segurança cibernética organizacional.

O aumento das ameaças compromete a integridade e pode prejudicar a segurança da informação e erp.

Por esse motivo, é importante que as equipes de segurança e os usuários do sistema de gestão empresarial tenham condições técnicas para utilizar as ferramentas adequadamente, identificar possíveis ameaças e contê-las sem deixar que novas vulnerabilidades sejam expostas.

Além de estabelecer políticas de segurança claras e objetivas para a segurança da informação do ERP, é preciso garantir esse comprometimento dos usuários. Isso pode ser feito por meio de treinamentos, reuniões semanais e outras medidas que descreveremos a seguir.

Medidas que garantem a seguridade das informações

Atualmente, a alta disponibilidade e flexibilidade das aplicações aumentou o acesso a dados corporativos, principalmente pela possibilidade de armazenamento em cloud server. Essa mobilidade no acesso permitiu a digitalização dos processos organizacionais, tais como emissão de notas fiscais, criação de relatórios e integração entre setores e parceiros de negócio.

Apesar disso, assim como a tecnologia, o volume de ameaças também aumentou e, para manter os dados seguros nos ERPs, é preciso criar métodos de segurança que incluem mapeamento de rede, aplicação de correções, atualizações constantes de sistemas e senhas de acesso e estabelecimento de workflows para incidentes.

Outros métodos podem auxiliar efetivamente na segurança da informação e do ERP, como:

Criptografar os dados

Busque soluções que ofereçam criptografia em bloco para proteger todos os dados disponíveis no sistema ERP. Os requisitos devem atender aos padrões internacionais de conformidade de segurança.

Implementar regras de controle de acesso

A gestão de identidade e de acesso é um segmento importantíssimo no âmbito da segurança da informação. Ela consiste na definição de senhas e outros métodos multifatoriais, cujas permissões possibilitam a entrada no sistema da empresa.

Para implementá-la, é preciso definir um agente responsável por estabelecer os requisitos de classificação dos níveis de acesso e associá-los às funções existentes na empresa. Essa hierarquia é definida, ainda, conforme o nível de responsabilidade e comprometimento do colaborador.

Utilizar ferramentas de segurança

As ferramentas de segurança de endpoint, como antivírus, protegem hardwares (notebooks, dispositivos móveis, aplicações, entre outros) e são fatores-chave de sucesso para a segurança do parque computacional. Além disso, é preciso descartar adequadamente os equipamentos (discos rígidos, hardwares e HDs, por exemplo) não utilizados.

Outro método de segurança relacionado às ferramentas consiste no estabelecimento de políticas para home office, dados armazenados em nuvem e BYOD (Bring Your Own Device).

É preciso, ainda, ativar a proteção de firewall no roteador. Um firewall pode ser considerado uma proteção para todos os recursos contra ameaças externas que funciona por meio da filtragem do tráfego.

Utilize, também, para acessar a rede corporativa, códigos difíceis e programas de monitoramento de consumo de dados, para evitar o acesso de pessoas não autorizadas.

Adotar links dedicados

O link dedicado é uma forma de conexão que limita a quantidade de IPs fixos, o que permite criar servidores internos e possibilita a contratação de serviços de criptografia.

A contratação de certificação SSL amplia a segurança da informação do ERP à medida que complementa os recursos de proteção de dados disponibilizados pelo sistema. Por isso, adote um sistema de informação gerencial compatível com a segurança da informação exigida por esse novo contexto organizacional, fazendo uma parceria com uma empresa que tenha credibilidade no mercado.

A relação entre segurança da informação e ERP está na capacidade de armazenar dados para garantir a eficiência organizacional e, ao mesmo tempo, a integridade contra intrusões e vulnerabilidades.

A Consistem atua há três décadas no desenvolvimento de softwares preparados para oferecer todos esses recursos, que aliam segurança da informação e ERP para diferentes segmentos de mercado, trazendo soluções inovadoras para uma gestão de resultados.

Agora que você já sabe a relação entre segurança da informação e ERP, entre em contato com a gente e conheça uma solução apropriada para garantir a seguridade e eficiência do seu negócio!



Nilo Meinchein

Nilo Meinchein

Diretor Comercial da Consistem

Deixe seu comentário


Fique por dentro das novidades. Assine a newsletter da Consistem.