Filtre por assunto: Gestão Inovação Tecnologia

Implemente relatórios de sustentabilidade com a ajuda de um ERP

O relatório de sustentabilidade é uma ferramenta de iniciativa voluntária, utilizada por mais de 60 países, que, em sua maioria, seguem as diretrizes de desenvolvimento estabelecidas pela Global Reporting Initiative.

O principal objetivo da sua utilização é evidenciar a transparência em processos gerenciais, já que o exercício da responsabilidade socioambiental é fundamental para a competitividade das empresas, para atender a demandas de clientes e investidores cada vez mais exigentes e aos requisitos de inovação e qualidade na produção.

Este post tem o objetivo de mostrar às empresas de todos os segmentos como implementar relatórios de sustentabilidade com a ajuda de um ERP. Tudo para alcançar um ganho econômico, ambiental e de imagem inerente a essa questão.

Continue lendo para saber mais!

O conceito de relatório de sustentabilidade

O relatório de sustentabilidade é um projeto elaborado por meio de um plano de ações, que tem como principal modelo o da GRI — Global Reporting Initiative, embora existam outros menos difundidos mundialmente.

Para a própria GRI, organização internacional independente criada exclusivamente para auxiliar, a quem interessar, na adaptação às mudanças acerca dos impactos relativos à sustentabilidade (como mudanças climáticas, direitos humanos e corrupção, por exemplo), os relatórios de sustentabilidade:

● tornam as empresas mais confiáveis;

● são uma forma de comparar o desempenho de diversas empresas em seus respectivos segmentos;

● influenciam positivamente os planos de negócios;

● demonstram conformidade da empresa à legislação;

● favorecem o conhecimento interno, para que sejam potencializados os pontos fortes e corrigidos os pontos fracos de processos organizacionais.

A quem interessa um relatório de sustentabilidade

Empresas sustentáveis questionam os pilares para o seu desenvolvimento em função dos impactos ambientais oriundos de seus processos produtivos e a indisponibilidade de recursos naturais evidenciados pelo crescimento econômico desordenado.

Desse modo, para comprovar que seus processos não estão em desacordo com normas e pré-requisitos sustentáveis, 95% das empresas integrantes do G250 — 250 maiores empreendimentos mundiais, desenvolvem relatórios de sustentabilidade.

No Brasil, esse índice é de quase 90%. A frequente divulgação de informações negativas do Brasil no exterior, como a crise financeira, exploração do trabalho infantil e altos índices de corrupção, faz com que o relatório de sustentabilidade tenha ainda mais importância.

Investidores (inclusive bolsas de valores) e clientes exigem mais informações sobre o desempenho sustentável das empresas, assim como órgãos reguladores e governos como o da França, Inglaterra e Alemanha, por exemplo.

Além disso, as diretrizes para elaboração de um relatório de sustentabilidade referenciam importantes convenções internacionais como:

● protocolo GHG — método mais utilizado para realização de inventários de gases de efeito estufa (GEE);

● ILO – International Labor Organization;

● Global Compact, da ONU.

Como elaborar esse tipo de relatório

Para desenvolver um relatório de sustentabilidade, é preciso:

● traçar um panorama sobre a comunidade em que a empresa está inserida;

● medir os impactos causados pelas atividades desempenhadas na organização;

● identificar ações que melhorem processos e os torne sustentáveis, de forma que não sejam apenas relacionadas à responsabilidade ambiental, como também à dados econômicos e questões sociais da organização;

● divulgar os resultados de análise de desempenho sustentável por meio de reuniões com colaboradores, um canal de comunicação aberto com a comunidade em que a empresa está inserida e plataformas da Internet.

Administrador trabalhando em relatórios de sustentabilidade com a ajuda de um ERP

Como elaborar um relatório de sustentabilidade com a ajuda de um ERP

As métricas utilizadas para elaborar um relatório de sustentabilidade e avaliar o desempenho da empresa, nesse âmbito, são propiciadas por dados gerenciais disponibilizados por sistemas ERP que integram os diversos setores da organização e melhoram o fluxo de informação entre eles.

Esses elementos são utilizados, ainda, para o desenvolvimento de fluxogramas, organogramas, conceitos, gráficos, cálculos e análises que, entre outros benefícios, melhoram o processo de decisão organizacional.

Produzir um relatório de sustentabilidade melhora o nível de consciência sobre os danos causados em ambientes e sociedades e ajuda a direcionar medidas mais eficientes no combate desses danos, assim como promove a mobilização de toda a cadeia produtiva e consumidora para observação e avaliação desses processos.

Como melhorar o desempenho sustentável de uma empresa

Responsabilidade ambiental

A responsabilidade ambiental é a utilização inteligente de recursos e pode ser apresentada por meio da adequação de processos e revisão das práticas utilizadas na concepção, produção, distribuição e destinação de produtos no pós-consumo.

Pode ser evidenciada ainda, por ações como:

● reuso de resíduos oriundos do processo produtivo;

● diminuição dos índices de refugo, resíduos e desperdício de matéria-prima;

● desenvolvimento de produtos com baixo consumo de energia;

● diminuição do nível de intensidade sonora em ambientes fabris;

● conhecimento das práticas de fornecedores e terceirizados;

● promoção de treinamento e conscientização dos colaboradores;

● emissão controlada de GEEs;

● controle, cuidado na dispersão ou tratamento adequado, de gases gerados no processo de transformação;

● reciclagem de resíduos não ligados à atividade-fim, como sobras do refeitório ou itens de escritório, por exemplo;

● incentivo pela prática da reciclagem aos clientes no processo de pós-consumo;

● zelar pela qualidade ambiental no entorno das instalações;

● aumentar a eficiência na utilização de energia elétrica por meio de dimensionamento do sistema de iluminação, iluminação setorizada, emprego de luminárias espelhadas, reatores de alta potência, lâmpadas de consumo eficiente ou telhas translúcidas, adoção de energia limpa (renovável) como solar, por exemplo, em determinados processos e realização de diagnóstico energético da empresa;

● consumo controlado ou reutilização de água em processos;

● utilização de motores elétricos econômicos para acionar máquinas;

● uso de mantas térmicas em equipamentos para reduzir a perda de calor para o ambiente;

● utilização de tecnologias para aumentar a produtividade dos equipamentos;

● produção planejada e uso de métodos de Just in Time;

● manutenção preventiva e programada das máquinas;

● troca constante de motores elétricos para aumento do seu desempenho.

Desempenho organizacional

Existem ações internas que priorizam a qualificação do setor administrativo, do processo produtivo ou da prestação de serviço para o crescimento ordenado e saudável da empresa. Para melhorar o desempenho organizacional:

● invista em inovação, mas conheça os riscos inerentes às diferentes formas de aprimoramento de processos;

● defina sua situação empresarial por meio de uma análise SWOT ou método SMART, por exemplo;

● organize a informação e mantenha uma base de dados atualizada para agilizar a elaboração de relatórios;

● defina metas e métricas de desempenho (KPIs) para aumentar a produtividade e mensurar resultados ao longo do processo;

● elimine barreiras organizacionais, como a falta de recursos, desqualificação profissional e desorganização;

● evite o imediatismo nos objetivos de curto prazo;

● mantenha um equilíbrio entre demanda de mercado e investimento para o crescimento da empresa;

● conheça o risco inerente à inserção da empresa em nichos desconhecidos.

Com processos aprimorados e ancorados em um relatório de sustentabilidade, os resultados são traduzidos em confiabilidade no mercado, que impulsiona novos investimentos e aumento de vendas.

Ações sociais

Ações de cunho social são aquelas mais bem-vistas pela sociedade e os consumidores da marca, e podem ser reforçada por ações que aumentam o engajamento de colaboradores, por exemplo:

● viabilize cursos supletivos, de formação e capacitação profissional;

● reforce a importância dos pais manterem as vacinas dos filhos em dia;

● coloque em prática a lei de cotas (Lei 8.213/91);

● disponibilize infraestrutura para trabalhadores de habilidades diferentes exercerem suas atividades laborais;

● promova ações que reforcem a importância da segurança no trabalho;

● estimule a prática de exercícios físicos;

● promova uma campanha de doação de sangue;

● arrecade donativos para creches e lares de idosos.

Sabe como elaborar um relatório de sustentabilidade mas não tem uma ferramenta que te auxilie nesse processo? A Consistem Sistemas pode te ajudar. Entre em contato conosco agora mesmo!