Tecnologia 14/01/2021

Em 2020, o e-commerce brasileiro viu seu faturamento disparar em relação ao crescimento comedido que o segmento vinha apresentando nos últimos anos. O motivo foi a mudança no comportamento do consumidor que, para se adaptar às medidas de isolamento social exigidas pela pandemia, passou a comprar muito mais online.

Essa transformação movimentou o mercado. Empresas que estavam adiando a migração para plataformas digitais se viram obrigadas a adotar o e-commerce para vender seus produtos ou serviços, como uma alternativa para fugir da crise.

O resultado foi um aumento de 85,1% no volume de vendas durante o terceiro trimestre de 2020, comparando ao mesmo período de 2019, segundo uma pesquisa realizada pela Neotrust por meio do Movimento Compre & Confie.

Porém, criar apenas uma loja online pode gerar problemas de gerenciamento, uma vez que muitos negócios utilizam um sistema ERP para o gerenciamento fabril sem integração com a plataforma de hospedagem do e-commerce.

Para evitar impasses como erros na troca de dados entre a plataforma e o sistema de gestão, estoque defasado e retrabalho, o ideal é vincular as duas ferramentas, controlando todas as operações do chão de fábrica às vendas virtuais.

Ainda não está convencido de que essa integração pode ser o melhor para o negócio? Então conheça a seguir:

 5 motivos para ter seu e-commerce integrado com o ERP

 

  1. Controle total do estoque

Com os dois sistemas integrados, é possível realizar o controle de todas as atividades que dizem respeito à gestão do estoque, como: compra de mercadorias/matéria-prima, cadastro de produtos e fornecedores, gerenciamento dos pedidos de compra, registro de entrada e saída de mercadorias, nível do estoque e entrega do produto ao cliente.

Ter acesso a todas essas informações evita prejuízos como estoque parado ou falta de produtos para atender a demanda e garante que a disponibilidade de recursos do e-commerce seja idêntica ao estoque real.

Outra vantagem da integração é poder administrar, em apenas um lugar, a loja virtual e também a loja física (se for o caso).

  1. Análise detalhada de relatórios financeiros

O ERP fornece ainda relatórios valiosos com indicadores que servirão de apoio para tomadas de decisões. Além dos dados gerados pela própria plataforma de hospedagem da loja virtual, você terá acesso a uma análise mais completa, com classificação de despesas e seu cruzamento com as receitas, otimizando o fluxo de caixa, cobranças, centro de custos e demonstrativos de resultados.

Também fica mais ágil e fácil monitorar e analisar os KPIs (Key Performance Indicators) que orientam o planejamento de ações do seu negócio.

  1. Emissão mais ágil de boletos e notas fiscais

A emissão de boletos bancários é outro processo facilitado pela integração. O sistema ERP permite a adoção de ferramentas capazes de intermediar a emissão dos boletos entre a loja virtual e a instituição bancária.

Emitir notas fiscais também fica mais simples, sejam elas físicas ou eletrônicas. Afinal, a impressão de comprovantes de venda é fundamental para qualquer comércio, inclusive os virtuais. Assim, a interação reduz a burocracia e elimina a necessidade de redigitar os dados da transação.

  1. Economia de tempo para mais produtividade

Ter o e-commerce integrado com o ERP evita o desperdício de tempo dos colaboradores, uma vez que ele simplifica vários processos e exige menos recursos humanos para a execução das atividades que antes precisavam ser feitas manualmente, como a inserção de dados de uma plataforma para a outra (dados de frete, produtos e estoque, por exemplo).

A integração faz com que as informações sejam compartilhadas entre as duas ferramentas de maneira automática, permitindo o acompanhamento imediato do andamento de pedidos, reduzindo gastos e aproveitando a produtividade dos colaboradores em outras tarefas.

  1. Redução de erros de dados e clientes mais felizes

Sem a integração, a troca de informações entre o portal do e-commerce e o software de gestão precisa ser feita manualmente, o que aumenta a probabilidade de erros humanos. Muitas empresas enfrentam desafios como inclusão errônea de dados dos clientes, pedidos incorretos e informações de pagamento e envio equivocadas. Como resultado, há perda de tempo de colaboradores, já que a correção dos erros exige retrabalho, e clientes insatisfeitos, que não conseguem acompanhar informações detalhadas e em tempo real sobre seu produto.

O cliente, aliás, também é indiretamente beneficiado com a integração, que permite uma melhor experiência de compra através de diferenciais como a impossibilidade de comprar algo que está disponível no site, mas indisponível no estoque (frustração!), bem como o recebimento de uma notificação automática avisando que o produto saiu para entrega.

Em resumo, ter o e-commerce integrado com o ERP é vantajoso porque:

  • Diminui erros e otimiza a resolução de falhas.
  • Automatiza diversas funções.
  • Aumenta a agilidade da loja virtual.
  • Garante mais assertividade no controle de estoque.
  • Facilita a emissão de boletos e notas fiscais.
  • Agiliza o cadastro de produtos comercializáveis.
  • Melhora a experiência de compra dos clientes.
  • Permite o monitoramento e a análise dos KPIs.

O Consistem ERP oferece todas essas vantagens e muitas outras que asseguram uma gestão completa de todas as atividades, permitindo que você se concentre na expansão do seu negócio. Afinal, um controle maior e relatórios detalhados permitem a elaboração de estratégias mais assertivas e decisões coerentes com o crescimento da sua loja virtual.

Para saber mais sobre o software de gestão da Consistem, solicite uma demonstração gratuita e acompanhe tudo o que o nosso ERP pode fazer pela gestão do seu negócio e do seu comércio virtual.

Fique por dentro das novidades

Assine a newsletter do Consistem