Filtre por assunto: Gestão Inovação Tecnologia

Como preparar sua empresa de alimentos para atender a nova demanda?

As empresas da área de alimentos e bebidas representam uma boa parte do PIB do Brasil. De acordo com uma pesquisa da Euromonitor, a venda de alimentos tradicionais cresceu 67% e a demanda por alimentos orgânicos e naturais aumentou 98% nos últimos cinco anos.

Entre 2014 e 2015, as companhias desse ramo viram suas receitas aumentarem 25%, um crescimento de 20% na geração de caixa medida pelo EBITDA, e um aumento de 20% em relação aos resultados líquidos. O cenário é favorável, mas para uma empresa crescer nesse setor é preciso muito mais que isso.

A expansão do consumo não garante, por si só, o crescimento. Por isso, é preciso preparar sua empresa de alimentos para atender a nova demanda, investindo em um ERP  que consiga prever e otimizar a produção.

Saiba mais sobre o assunto abaixo!

Mudança de cenário

O consumidor mudou. Está mais bem informado e exigente. Com isso, as empresas estão sendo obrigadas a reinventar seus modelos de negócios. Para se destacar e ganhar competitividade, é crucial ter criatividade, inovação e contar com o poder das tecnologias.

Outra mudança que podemos observar é a maior demanda por alimentos práticos de consumir e mais saudáveis. Na mira dos consumidores, esses produtos indicam uma nova realidade da família brasileira, enxuta e com menos tempo de preparar suas refeições dentro de casa. As pessoas buscam, por exemplo, produtos congelados e, ao mesmo tempo, nutritivos.

A partir dessa perspectiva, é inevitável que as indústrias atuem a favor de uma maior variedade de mercadorias, tamanhos de embalagens e sabores. Tudo isso torna os processos organizacionais mais complexos, ou seja, as companhias precisam se preparar ainda mais para ter uma produção e uma gestão de estoque eficientes.

Para facilitar esse trabalho, faz-se necessário implementar um sistema ERP, que irá manter todas as informações e setores da empresa integrados, além de permitir que os gestores tenham maior controle sobre os processos. Será possível prever, por exemplo, a quantidade exata da produção e o momento de repor o estoque.

Benefícios do ERP

Como acabamos de destacar, esses desafios do setor de alimentos e bebidas requerem um sistema ERP. Utilizar esse sistema corporativo de forma correta simplifica o controle de processos e assegura informações valiosas para uma tomada de decisões mais ágil e acertada. A seguir, destacamos alguns dos principais benefícios desse software que fazem a empresa crescer:

Gestão unificada e integrada

Para a empresa crescer, é primordial contar com uma gestão integrada, e essa é, justamente, uma das maiores vantagens de um ERP. Se a companhia não tem uma boa integração interna, os processos tornam-se mais complexos e o fluxo de trabalho é prejudicado.

O objetivo desse software é unificar todos os setores da organização, otimizando a comunicação e facilitando a vida do gestor, que poderá ter maior controle sobre todas as atividades. A ideia é que todas as tarefas sejam realizadas de forma simultânea e sincronizada, ajudando a empresa a crescer.

A área administrativa ficará muito mais próxima da produção, por exemplo, e ambos os setores serão alinhados, melhorando a comunicação e a relação com clientes e fornecedores.

Além disso, a gestão comercial passa a ser mais eficiente e competitiva, o que garante que os dados registrados no ERP possam ser utilizados de forma mais estratégica nas negociações de compra e venda.

Organização da gestão financeira

Uma má gestão financeira é sinônimo de complicações de caixa. Para fugir dessa realidade, um ERP contribui para controlar gastos e investimentos da companhia, assegurando mais eficiência para lidar com as questões financeiras da empresa.

Cada área pode ser avaliada de forma individual, o que apontará o impacto de cada setor no desempenho geral da organização. Isso significa que um ERP compreende, de forma clara, em que as suas finanças estão sendo investidas e indica como elas podem ser mais bem utilizadas.

Impostos em dia

A questão fiscal exige muita perspicácia por parte de qualquer empresa que quer se consolidar no mercado. Como o país possui um sistema tributário complexo, muitas companhias acabam sendo multadas por descuidos ou falta de conhecimentos.

Com o ERP, esse problema é minimizado ou completamente extinto, pois o programa faz o cálculo de todos os tributos devidos, de forma que a empresa esteja em dia com o Fisco. Realizando essas operações de forma automática, as chances de ter um erro diminuem de forma substancial.

Dia de trabalho em uma empresa de alimentos

Gestão de desempenho

Um sistema de gestão para empresas do alimentício também conta com ferramentas de monitoramento e controle dos indicadores de performance (KPIs), que possibilitam que o gestor saiba claramente como está sendo o desempenho da companhia por um determinado período.

Indicadores de áreas como gestão de pessoas, finanças, marketing ou vendas são alguns dos mais aconselhados para acompanhar o crescimento da organização. Com esses dados em mãos, é possível tomar melhores decisões nos momentos de efetuar mudanças que proporcionam processos mais eficientes.

Relatórios mais precisos

Com um ERP, a organização passa a contar com a comodidade de ter relatórios precisos e esquecer a necessidade de vasculhar pastas e arquivos.

O sistema processa uma série de planilhas e outros documentos e possibilita que, com apenas alguns cliques, você gere relatórios para promover as melhorias necessárias em seu negócio.

Diminuição de gastos

Otimizar os processos de uma empresa traz, como uma das consequências, a diminuição dos gastos. Com o sistema ERP, haverá uma maior integração entre setores e colaboradores, eliminando retrabalhos, falhas e gerando uma maior profissionalização de atividades e procedimentos.

Dessa forma, evita-se falhas de comunicação em campanhas de marketing, por exemplo, e a gestão comercial passará a ser menos custosa e mais certeira, uma vez que as informações de clientes e fornecedores está sempre à disposição de todo o time.

Um sistema ERP é essencial para organizações do setor de alimentos e bebidas que querem ter uma gestão mais eficiente e, por consequência, se consolidarem no mercado.

Para a empresa crescer e aproveitar a alta demanda do segmento, é vital contar com a ajuda de um bom software. E se você quer continuar se atualizando, entenda também alguns cuidados no controle de estoque de perecíveis.



Nilo Meinchein

Nilo Meinchein

Diretor Comercial da Consistem

Deixe seu comentário


Fique por dentro das novidades. Assine a newsletter da Consistem.