Filtre por assunto: Gestão Inovação Tecnologia
caderno sobre a mesa com escrita sobre ERP para confecção

ERP para o segmento de confecção: por que sua empresa deveria utilizar esse sistema?

A introdução de novas tecnologias no mundo empresarial tem se mostrado indispensável para uma atuação mais competitiva. Especificamente no setor têxtil, a qualidade dos produtos e os preços praticados no mercado são diferenciais para que o comércio de tecidos nacional consiga operar com um nível de igualdade em relação aos concorrentes estrangeiros.

Nesse viés, a automatização dos processos internos gera maior segurança e crescimento sustentável necessários para o setor de tecidos. Isso explica o motivo pelo qual o ERP para confecção vem conquistando cada vez mais adeptos.

Pensando nisso, no post de hoje, mostraremos tudo o que você precisa saber sobre a viabilidade dessa ferramenta para o seu negócio. Continue a leitura e confira como esse software pode deixar a sua gestão ainda mais eficiente!

Qual é o papel do ERP para confecção?

Os sistemas de ERP no setor têxtil têm o papel essencial de otimizar a atividade como um todo, com o objetivo de atingir o máximo de eficiência, por meio da redução de custos, do aumento da produtividade e do melhor aproveitamento dos recursos.

No entanto, existem outras finalidades que são desenvolvidas para suprir necessidades específicas do ramo. Entre elas, podemos citar:

  • o armazenamento apropriado para cada tipo de matéria-prima;
  • a qualidade do produto;
  • o estilo e tamanho das roupas;
  • a administração do estoque;
  • a interação com o consumidor;
  • a capacidade de produção;
  • o controle de serviços terceirizados de corte, costura, estamparia, bordado, etc.

O ERP  para confecção é, portanto, uma ferramenta que vai auxiliar o gestor a manter o negócio organizado, automatizar tarefas repetitivas e, consequentemente, diminuir os índices de erros e controlar de forma mais eficaz o fluxo de caixa.

Vale ressaltar que, além de integrar todas as informações da empresa, esses softwares são capazes de fornecer análises a partir do cruzamento de dados que vão propiciar a tomada de decisões mais acertadas.

Quais são as vantagens de contar com esse sistema?

O atributo mais significativo de um sistema ERP é a visão ampla sobre todos os pontos da empresa, a partir da centralização dos dados e do diferencial de poder acompanhá-los em tempo real. Porém, os benefícios do ERP para a indústria têxtil são muitos. Vejamos alguns deles a seguir:

Assegura um planejamento mais eficiente

O planejamento é uma etapa indispensável no cenário corporativo, sendo responsável por orientar todas as ações a fim de que as metas do negócio sejam alcançadas.

Tal estratégia também apresenta a importante função de auxiliar o gestor na leitura das perspectivas futuras de mercado e integrar valiosas informações às medidas que serão executadas durante certo período, de maneira que a empresa não sofra com as oscilações externas.

Ao investir em um ERP para confecção, esse processo se torna mais simples e preciso. Além de indicar os momentos ideais para expandir ou desacelerar a produção, o software ainda é bastante útil para inúmeras outras finalidades, como:

  • ter uma visão completa do desempenho de cada setor;
  • constatar falhas que devem ser corrigidas;
  • mensurar de forma ágil os resultados;
  • controlar de maneira otimizada os recursos financeiros.

Os softwares de gestão são um excelente instrumento para um planejamento bem-sucedido e, o que é ainda melhor, permitem que ações ineficientes sejam corrigidas durante o processo de execução.

Aprimora a gestão de materiais e máquinas

A gestão eficiente de matéria-prima é de fundamental importância para o sucesso de uma indústria têxtil. E, ao contrário do que muitos podem imaginar, essa é uma tarefa de grande complexidade.

Um erro de cálculo de matéria-prima é capaz de gerar inúmeros problemas, pois, uma vez que ela acaba antes do tempo previsto, os efeitos se refletem em toda a cadeia produtiva, causando danos além da questão financeira, que atingem a imagem e a credibilidade da organização.

Com um ERP para confecção, esse tipo de contratempo é evitado, uma vez que o software relaciona os pedidos com os insumos que serão utilizados para atender cada demanda. Desse modo, as chances de falhas são muito menores do que se a função fosse cumprida manualmente.

Contribui para uma gestão tributária mais eficaz

Não é novidade que a carga tributária do nosso país, além de pesada, é extremamente complexa. E por mais competente que seja o gestor, se ele não possuir as ferramentas adequadas nem contar com a assessoria de profissionais especializados, há grandes chances de as questões tributárias se tornarem um ralo para o orçamento da empresa.

Com a implantação de um ERP para confecção, o empreendedor tem a posse de todas as informações necessárias para a escolha do regime tributário mais vantajoso, além de eliminar as falhas no recolhimento dos impostos.

Assim, o resultado desse conjunto de estratégias será a economia, uma vez que a empresa não será penalizada com multas, não vai realizar o pagamento de tributos além do devido e, além disso, ainda vai fortalecer a imagem no mercado.

Agiliza o processo de entrega

Outro ponto importante que um software de ERP para confecção pode melhorar é o equilíbrio entre a produtividade e a entrega das mercadorias. Se o objetivo é acelerar os processos de fabricação, naturalmente, a entrega desses itens também precisa da mesma rapidez, a fim de que não fiquem estagnados.

Nesse sentido, o benefício proporcionado pelo ERP para confecção tem como ponto central o controle do estoque. O software se encarrega dos cálculos da quantidade certa de matéria-prima, levando em consideração o ritmo de produção em conformidade com a demanda do mercado, assim como a excelência na entrega dentro do prazo previsto.

É um investimento que repercute diretamente na satisfação do consumidor, fazendo com que ele se sinta mais motivado a compartilhar sua experiência positiva com outros potenciais compradores.

Promove a segurança da informação

A indústria têxtil que investe no sistema de gestão ERP conta com um nível de proteção de seus dados muito maior. Primeiramente porque, com essa ferramenta, é possível limitar o acesso das informações desejadas a determinados indivíduos.

Mais do que isso, o fato de os dados serem integrados em uma única plataforma diminui os riscos de extravio e fraudes. Tratando-se de um sistema que opera com o armazenamento em nuvem, as informações são ainda mais preservadas, pois existe o mecanismo de criptografia.

Como escolher o ERP ideal?

A escolha do ERP ideal requer um grande conhecimento do negócio por parte do gestor, pois existem diversas ferramentas no mercado, mas nem todas vão atender às necessidades do perfil do empreendimento.

Além disso, entender as funcionalidades e o custo efetivo de cada alternativa também aumentará as chances de sucesso na eleição do software. Realizadas essas primeiras análises, o próximo passo é estipular um orçamento realista, a fim de ter uma implementação bem-sucedida.

A partir de então, o gestor deve direcionar a busca às qualidades dos fornecedores, para ter uma ideia de quais serão os parâmetros de negociação.

maquina de costura e texto alinhado para citar as vantagens do ERP para confeccao

  • Quais as aplicabilidades fundamentais que o ERP de gestão deve oferecer?
  • Quais os pontos específicos para o desenvolvimento da minha empresa?
  • Qual o nível de conhecimento técnico da minha equipe para aderir à nova tecnologia?
  • Quais são os critérios utilizados para ter certeza que tal mudança é indispensável para a empresa?
  • Qual o orçamento que disponho para o investimento?

Após uma cuidadosa reflexão, a prática de determinadas ações também influenciará positivamente a escolha de um bom ERP.

Defina as carências da empresa

ERPs são excelentes fontes para a integração de um negócio. Por essa razão, a tecnologia é muito útil não apenas para agilizar processos, mas também para contribuir diretamente na redução de custos e aumentar a visibilidade da marca.

Devido ao fato de a tecnologia envolver processos complexos, tudo precisa estar bem alinhado aos objetivos do negócio, com foco nos pontos que carecem de potencialização. Caso contrário, a experiência pode ser negativa e gerar prejuízos.

Mantenha as expectativas realistas

A implementação do sistema de gestão ERP sempre envolve alguma meta a ser perseguida, e a agilidade dos processos é uma das principais expectativas.

Todavia, a pressa na implementação muitas vezes compromete a qualidade da execução do trabalho. Afinal, seus colaboradores podem não estar aptos para a nova perspectiva e você acaba sendo induzido à escolha errada.

A dica, portanto, é desconfiar dos fornecedores que prometem grandes revoluções em um curto período. Também evite superestimar as expectativas, pois essa nova proposta requer análises cuidadosas, bastante planejamento e ajustes em diversos outros detalhes na rotina das atividades.

Quais são as principais boas práticas para a implementação de um ERP?

A seguir, confira algumas boas práticas que irão ajudar na hora de implementar um ERP no seu negócio e potencializar seus resultados:

Entenda os impactos sobre o seu negócio

Qualquer tipo de decisão no cenário empresarial repercute positiva ou negativamente na rotina das atividades. Ou seja, a adoção de sistemas de ERP também trará consequências para a empresa.

Seguindo esse raciocínio, entender os obstáculos que podem surgir no caminho de implementação, antes da execução das ações, é fundamental para que elas se tornem bem-sucedidas. É preciso considerar:

  • os riscos do projeto e suas respectivas soluções;
  • o tempo de treinamento dos funcionários;
  • o nível de produtividade no período de adaptação;
  • a resistência dos funcionários à nova infraestrutura, entre outros fatores.

Defina bem o seu projeto

Bons resultados sempre são alcançados com planejamento. Por isso, antes de iniciar o processo de colocar em prática o software de gestão, é relevante elaborar um projeto bastante completo, baseado no panorama atual da empresa e no conjunto de ações que serão tomadas, a fim de alcançar uma transição eficiente.

Nesse sentido, é preciso fixar as áreas que carecem de prioridade, o modo como ocorrerá o armazenamento de dados e a respectiva documentação nos módulos, as formas de controle do fluxo de caixa, etc.

O sucesso de qualquer estratégia depende do planejamento traçado e da capacidade dos envolvidos de cumprirem com as orientações delimitadas.

Escolha um bom integrador

Mais do que definir as necessidades do negócio, a escolha do integrador — que é o profissional encarregado pela implementação do ERP — também tem um grande peso na etapa de implementação.

É o integrador quem monta o corpo técnico para levar essa tecnologia para a sua empresa. Então, antes de fechar negócio, o mais indicado é fazer uma análise de currículos de todos os integrantes, verificando a experiência desses profissionais na área e se eles realmente estão aptos para oferecer a melhor solução para sua empresa.

Monitore o projeto com uma equipe capacitada

Incorporar um ERP de maneira eficiente à rotina da empresa não se traduz numa função exclusiva do setor de TI. Afinal, de nada adianta adquirir o programa mais moderno se os demais envolvidos nas operações não estão preparados para integrar a tecnologia ao trabalho.

No processo de automatização, além de capacitar o seu grupo para interagir com o sistema, a delegação de lideranças para monitorar o andamento do projeto faz toda a diferença.

Com alguém na supervisão das tarefas, fica mais fácil identificar os erros da indústria têxtil e corrigir essas falhas a tempo de as metas serem alcançadas, pois, sozinho, o gestor não é capaz de cuidar de todas as áreas e ainda se dedicar às atividades próprias do seu cargo.

Invista em treinamento

A excelência do seu time de colaboradores não depende exclusivamente dos talentos individuais, ela é influenciada por treinamentos constantes para que todos os seus projetos rendam bons frutos e proporcionem um retorno sobre o investimento.

No que diz respeito ao ERP, é bastante comum que o integrador se responsabilize pela parte de capacitação. Ele vai passar orientações por meio de documentos e formar uma equipe de treinamento para instruir os usuários.

Por esse motivo, a participação ativa dos instrutores na etapa de briefing é de extrema importância, visto que eles estarão alinhados aos objetivos da indústria têxtil e poderão adaptar suas técnicas antes de repassar o conhecimento específico.

Trabalhar no ramo têxtil não é uma missão simples, pois a exigência é grande para atender às expectativas de criatividade e inovação constante. Por essas e várias outras razões, o ERP para confecção vem ganhando força e se destaca como uma das ferramentas mais úteis para o cenário empresarial na atualidade. É o tipo de investimento que promove a evolução da empresa como um todo, e não apenas em departamentos específicos.

Gostou das dicas? Agora que você já tem consciência do quanto um sistema ERP pode impulsionar a competitividade do seu negócio, entre em contato conosco para conhecer algumas soluções relevantes para melhorar o desempenho da sua empresa no mercado.