Filtre por assunto: Gestão Inovação Tecnologia
Empreendedores pesquisando as diferenças entre CRM e ERP.

ERP e CRM: entenda as aplicações de cada sistema e por que integrá-los

Com os constantes avanços tecnológicos, a gestão empresarial tem se tornado cada vez mais eficiente, automatizada e ágil. Afinal, as empresas tem disponível diversas soluções inovadoras, como o ERP e o CRM.

Embora sejam ferramentas tecnológicas de aplicação bastante comum dentro das empresas, elas têm funções bastante distintas e características próprias. No entanto, quando utilizadas de forma conjunta podem auxiliar no crescimento dos negócios.

Continue a leitura para entender mais sobre o tema e veja porque o ERP e CRM são sistemas estratégicos.

Explicando como o ERP e CRM funcionam na prática

Embora sejam ferramentas tecnológicas de aplicação bastante comum dentro das empresas, elas têm funções diversas e características próprias. Vejamos de forma mais detalhada.

O que é CRM?

Manter um relacionamento positivo com o cliente será sempre uma das maiores preocupações do empresário que deseja aumentar a receita do seu negócio. Para isso, é importante entender as necessidades do público-alvo, reduzindo sua jornada de compra de forma mais rentável e, é claro, fornecer um atendimento diferenciado.

E foi com base nesse conceito, de relacionamento com o consumidor, que surgiu a ideia do sistema de CRM. Existem duas perspectivas para o enxergamos:

  • uma metodologia de trabalho focada em atender às necessidades do público do negócio;
  • uma solução tecnológica para facilitar o trabalho de toda a equipe de vendas, melhorar a gestão de relacionamento com o cliente, automatizar tarefas e elevar a produtividade dos processos da empresa.

Você deve estar se perguntando se é possível, então, aplicar a metodologia do CRM sem depender de um software de gestão, não é verdade? Pois bem, de fato é possível, mas o processo é consideravelmente oneroso, a ponto de desperdiçar os esforços de sua equipe com tarefas operacionais mecânicas e repetitivas.

Portanto, ter uma cultura de inovação no negócio é um diferencial que pode aumentar a eficácia de suas estratégias de valorização do cliente, já que assim o CRM é implementado com mais eficiência.

O CRM pode ser considerado tanto um conceito que une diversas ações para suprir as necessidades do cliente, adequando a empresa ao seu perfil de consumo, quanto uma ferramenta de gestão capaz de agilizar todos os processos necessários para se alcançar sucesso nessa empreitada.

Isso significa que integrar um sistema de CRM em seu empreendimento sem aplicar a sua metodologia é um tanto incoerente, já que você estará apenas investindo em uma ferramenta de gestão como tantas outras que estão disponíveis no mercado.

Resumindo, é imprescindível que você insira uma cultura de relacionamento com o consumidor em sua empresa, investindo em treinamentos para a equipe e preparando-a para otimizar o atendimento.

Feito isso, o seu negócio está munido com informações e habilidades para operar uma ferramenta de CRM com o máximo de aproveitamento.

Quais são as vantagens do CRM?

  • organiza os processos da equipe de vendas: o CRM tem um conjunto de funcionalidades capazes de automatizar tarefas operacionais cotidianas;
  • reduz o índice de erros: a organização que o CRM proporciona gera impactos positivos, que podem ser rapidamente percebidos, como a redução de equívocos cometidos por falha humana;
  • aumenta a produtividade: a integração do CRM é capaz de auxiliar a equipe de vendas a atingir suas metas de forma muito mais ágil e produtiva, já que a maioria das atividades repetitivas e complexas são automatizadas pelo sistema;
  • gerencia as oportunidades de vendas: muito utilizado pelo departamento de marketing, o CRM tem recursos avançados para gerenciar os dados sobre leads, prospects e clientes, proporcionando as informações necessárias para melhorar a tomada de decisões e a criação de melhores estratégias de prospecção.

Poderíamos citar inúmeros benefícios que o CRM tem a oferecer, mas para não nos estendermos muito, vale a pena falar que, de um modo geral, essa ferramenta fornece todo o auxílio para que o negócio compreenda a jornada do consumidor e desenvolva técnicas de vendas eficientes, para, assim, converter e até mesmo fidelizar clientes.

O que é ERP?

Enquanto o CRM foca a otimização dos processos de vendas e marketing da empresa, o ERP tem um conceito um pouco mais amplo, atuando como uma solução tecnológica para os mais variados setores do negócio, como: gestão de pessoas, financeiro, administrativo, contábil, compras, TI, entre outros.

Administradora utilizando ferramenta e conferindo as diferenças entre CRM e ERP.

ERP é a abreviação do termo em inglês “Enterprise Resource Planning“, e seu intuito é conectar os fluxos de informação de todos os departamentos do negócio em um único sistema, alimentado os servidores com dados estratégicos e reduzindo os esforços no que se refere ao compartilhamento de informações.

Ou seja, o ERP aumenta a perspectiva dos gestores e torna a tomada de decisões da empresa muito mais ágil, segura e assertiva.

Como o ERP funciona na prática?

Imagine a seguinte situação: o departamento de recursos humanos faz o cálculo da folha de pagamento e, automaticamente, o departamento financeiro recebe a informação.

Isso permite que os responsáveis saibam quais ações devem realizar para que o pagamento dos colaboradores seja feito de forma precisa e correta. Ou seja, os dois departamentos trabalham em conjunto sem que sequer estejam fisicamente presentes no mesmo local.

O processo de automação não somente poupa tempo e aumenta a produtividade da empresa, como também economiza recursos valiosos e mantém o negócio sustentável, já que elimina a necessidade de uso de papel, tinta, impressões, material de escritório e deslocamentos entre os setores.

Qualquer empresa com visibilidade de crescimento e que pretenda se manter competitiva no mercado em que atua sabe que a implementação de um sistema ERP é um investimento com ótimo custo-benefício e altíssimo índice de retorno, pois o aumento de produtividade, a eficiência e a redução de custos a médio prazo são expressivos.

Quais são as vantagens do ERP?

  • une todo o conhecimento organizacional: ao implementar uma ferramenta ERP na empresa, o negócio alcança eficiência na distribuição de dados estratégicos, além de reduzir o retrabalho;
  • integra diversos setores em um único ambiente virtual: os processos se tornam mais fluidos, ágeis e seguros, já que os departamentos compartilham suas informações em tempo real;
  • reduz custos significativos: evita o desperdício de materiais para operação do negócio, diminui a jornada de trabalho, eliminando horas extras e ociosidade de recursos tecnológicos, além de tornar o fluxo de atividades muito mais direto;
  • alinha estratégias: o fato de os gestores conseguirem acompanhar todas as informações em tempo real facilita o alinhamento de estratégias em toda a organização;
  • otimiza a análise de dados: um sistema ERP eficiente é equipado com diversos recursos gerenciais que geram relatórios precisos sobre todos os resultados da empresa, dando uma perspectiva ampla sobre todas as operações do empreendimento e ajudando até mesmo a projetar o futuro do negócio, com base em uma análise de dados pertinente aos períodos anteriores.

Por que integrar as duas tecnologias pode aumentar a efetividade da empresa?

Em vez de enxergar a diferença entre CRM e ERP, por que não integrar as duas tecnologias em uma única ferramenta, visando aumentar a efetividade da empresa, não é mesmo?

Afinal, as duas soluções tecnológicas oferecem recursos de padronização e automação de processos, o que pode ser muito útil para gerenciar informações relevantes, para otimizar as estratégias de relacionamento com seus leads, prospects e clientes e proporcionar um ambiente perfeito para fidelizar os consumidores à marca.

Além disso, a utilização de uma ferramenta integrada à nuvem torna a gestão desses relacionamentos muito mais prática, ágil e sustentável, diluindo gastos e elevando a flexibilidade mediante as necessidades do negócio.

A integração do CRM em um sistema ERP permite que:

  • o fluxo de informações da empresa seja alavancado;
  • a performance da equipe de vendas e dos outros setores seja otimizada;
  • os resultados da empresa, de forma geral, aumentem, tornando o negócio competitivo diante de seus concorrentes.

Para finalizar, a integração do CRM ao ERP pode facilitar a gestão empresarial, pois é possível obter dados importantes para mensurar o desempenho das vendas e compartilhá-los com as equipes responsáveis simultaneamente, como marketing e vendas.

Agora que você já sabe a diferença entre CRM e ERP, compartilhe este artigo com os seus amigos e familiares no Instagram, Facebook, YouTube e LinkedIn!