Tecnologia 07/07/2021

Você senta na frente da sua tv e, com apenas um login e uma senha, acessa um catálogo imenso de filmes à sua disposição, mesmo sem ter sequer um DVD de longa metragem em casa. Isso só é possível por causa da cloud computing, o serviço de armazenamento em nuvem que permite o acesso remoto a dados, informações e programas sem exigir que o usuário tenha um servidor próprio, como o serviço de streaming de filmes e séries da Netflix.

Muito além do entretenimento, essa tecnologia tem ajudado milhares de negócios a modernizar e informatizar seus processos sem grandes investimentos, fazendo a transformação digital nas indústrias.

Até há algum tempo atrás, a forma mais comum de armazenar as informações ou os programas de um negócio era ter um servidor local próprio, mantido e controlado nas dependências da empresa.

Nesse caso, para expandir a capacidade de armazenamento (ação habitualmente comum em negócios que estão crescendo), era preciso realizar a ampliação física do espaço, um investimento de custo elevado.

Por isso, o serviço de cloud computing surgiu como uma alternativa para pequenas e médias empresas que não querem ou não têm condições de investir em um espaço físico próprio para armazenar seus dados ou programas.

Com o servidor na nuvem, os softwares e as informações da organização ficam hospedados em servidores remotos e podem ser acessados em qualquer lugar e a qualquer momento através de diferentes dispositivos (computador, tablet ou smartphone) com recuperação rápida das informações e ampla disponibilidade de acesso.

Mas o que é cloud computing? Sintetizando, cloud computing é o fornecimento de serviços de computação pela internet, como servidores, armazenamento de dados, aplicativos, rede, software de gestão, de análise e de inteligência, de maneira que a empresa pague apenas pelo que usa e consiga inovar com mais velocidade e com menos custos operacionais, sem precisar investir em infraestrutura para escalar seu negócio.

Como funciona o cloud computing?

Não adianta olhar para os céus; as “nuvens” do termo cloud computing são, na verdade, data centers espalhados pelo mundo e que vendem o serviço de armazenamento, permitindo o acesso a qualquer hora ou de qualquer lugar – por isso, o conceito de “nuvem”, pois é como se os dados estivessem nos sobrevoando, bastando uma conexão com a internet e autorização para acessá-los.

Através de um sistema complexo que envolve camadas de criptografia e segurança para proteger dados e usuários, essa tecnologia possui três modelos de implementação que podem ser selecionados de acordo com a necessidade de cada empresa:

  • SaaS (Software como Serviço)

Este modelo oferece um produto completo, com execução e gerenciamento pelo provedor do serviço. Exemplos desse tipo de serviço: ERP, Google Docs, LinkedIN e Facebook.

  • PaaS (Plataforma como Serviço);

Neste modo, o provedor fornece os serviços de bancos de dados, filas, mecanismos de fluxo de trabalho e e-mails, entre outros. Alguns exemplos: Google App Engine, Microsoft Azure Cloud Services e Tsuru.

  • IaaS (Infraestrutura como Serviço).

Este modelo de cloud computing oferece aos usuários a capacidade de provisionar processamento, armazenamento e conectividade de rede sob demanda com possibilidade de desenvolver seus próprios aplicativos nesses recursos. Exemplos de provedores: Amazon Web Services, Microsoft e Google.

A divisão desse serviço também é feita entre nuvem privada (dados privativos com acesso autorizado), nuvem pública (serviços por assinatura, como Spotify e Netflix) e nuvem híbrida (uma combinação entre privada e pública).

Cada um desses tipos de computação em nuvem oferece diferentes níveis de controle, flexibilidade e gerenciamento, permitindo que o usuário selecione uma combinação que faça mais sentido para a sua empresa.

As vantagens do cloud computing

Ao adotar esse serviço, sua empresa colhe benefícios como:

  • Agilidade para inovar
  • Acesso a diferentes tecnologias
  • Economia de custos
  • Maior segurança e proteção
  • Otimização dos processos produtivos e administrativos
  • Redução do uso de papéis e da necessidade de infraestrutura
  • Aumento da produtividade
  • Acesso remoto a qualquer hora e lugar
  • Implementação rápida

Na era da Indústria 4.0, o investimento em tecnologia da informação é essencial para o sucesso do negócio.

Para garantir a segurança dos dados e programas da sua empresa, busque sempre um parceiro de confiança que realizem backups com frequência e criptografia de ponta para garantir camadas extras de proteção, além de oferecer também estabilidade na rede de acesso para não prejudicar a produtividade do seu negócio com serviços fora do ar.

Você sabia? A Consistem usa cloud computing para hospedar seu sistema de gestão

O Consistem ERP foi um dos primeiros softwares do mercado a rodar em cloud computing, adicionando todos os benefícios, recursos e funcionalidades do programa à gestão do negócio sem necessidade de servidor próprio. O ERP da Consistem é 100% web, com acesso remoto de qualquer lugar. Quer saber mais sobre o Consistem ERP? Clique aqui e solicite uma demonstração.