Filtre por assunto: Gestão Inovação Tecnologia

Conheça 6 benefícios do ERP na gestão da indústria

ERP é um sistema corporativo que vem se tornando cada mais indispensável para o sucesso de qualquer negócio. Sua correta utilização não só simplifica o controle de todos os processos, mas fornece dados e informações valiosas para a tomada decisão em caráter estratégico.

A visão sistêmica organizacional — que desenvolve a habilidade de interpretar a empresa como um sistema ou organismo, compreendendo as implicações entre as diferentes nuances de seu funcionamento — é muito beneficiada com um ERP, pois ele permite a integração à gestão comercial na indústria.

Para entender mais sobre o assunto, confira a seguir o material que preparamos com todos os benefícios do ERP na gestão da indústria.

Boa leitura!

Gestão integrada e unificada

Um dos maiores benefícios trazidos pelo ERP é a gestão integrada e centralizada de todas operações da companhia.

Imagine que a sua empresa, apesar de contar com muitos departamentos, não tem uma boa integração interna: processos tornam-se mais complexos, prejudicando o fluxo de trabalho e comprometendo a qualidade dos produtos e serviços.

O objetivo dessa tecnologia é integrar e unificar esses setores, otimizando a comunicação e simplificando sua vida como gestor, que poderá monitorar de maneira mais clara — e em tempo real — o cumprimento das atividades.

Na verdade, isso significa que o desafio de manter todas as tarefas em conjunto (simultaneamente) pode ser vencido, ajudando no crescimento da marca perante o mercado. Dessa forma, o administrativo ficará bem próximo da produção e os dois prosseguirão lado a lado, melhorando tanto a comunicação interna quanto o contato externo com clientes e fornecedores.

Além disso, a gestão comercial na indústria passa a ser mais competitiva e eficiente, garantindo que as informações registradas no sistema possam ser utilizadas estrategicamente nas negociações de compra e venda, por exemplo.

Tudo isso gera uma harmonia organizacional muito eficiente, tornando mais fácil encontrar erros em qualquer fase dos procedimentos, o que permite uma reação rápida e certeira para corrigir todos os problemas.

Organização financeira

Complicações de caixa geralmente são decorrentes de má gestão: a empresa está produzindo bastante, vendendo muito, mas os números não batem. Nesse caso, certamente existem gargalos e desperdícios que precisam ser remediados, bem como problemas contábeis que podem afetar a saúde do negócio.

Ao utilizar um sistema ERP, torna-se mais fácil controlar os gastos, despesas e investimentos da instituição, garantindo uma qualificação maior para lidar com os assuntos financeiros da empresa.

Cada departamento pode ser avaliado individualmente — calculando os ROIs específicos —, apontando o impacto de cada função na performance geral do processo, ou coletivamente, determinando quais são os resultados finais.

Suponhamos que o seu ganho está favorável e de acordo com as expectativas. Porém, ao estudar a gestão de estoque de maneira isolada, você descobre que problemas de armazenamento elevam o desperdício e, juntamente, os custos de reposição. É perfeitamente possível reestruturar esse procedimento e economizar, garantindo a migração desse dinheiro para melhorias do setor, por exemplo.

A solução para isso é bem simples: compreender onde suas finanças estão realmente sendo investidas e apontar como elas podem ser melhor utilizadas. A solução ERP pode ajudá-lo a fazer isso da melhor maneira possível!

Em dia com os impostos

A questão fiscal é um fator que exige bastante foco de qualquer gestor que esteja realmente engajado com a estabilidade do negócio.

Nosso país tem um sistema tributário complicado e, por conta disso, algumas empresas acabam sendo multadas por se descuidarem em relação a isso: normalmente, a ausência de conhecimento específico leva à falha involuntária, portanto é importante utilizar ferramentas que possam diminuir esse problema.

Com um programa especializado que faz o cálculo de todos os tributos devidos — como taxas, alíquotas e impostos —, é perfeitamente possível ficar em dia com o Fisco. Dessa forma, é possível ter armazenado no seu sistema valores atualizados de acordo com a obrigação legal, o que reduz a probabilidade de, por distração, estar recolhendo valores abaixo do necessário.

Realizar esses cálculos — que fazem parte da rotina de toda empresa — de forma manual pode levar ao erro facilmente, porém ao implantar um ERP essa tarefa torna-se automática. Com isso, o controle fiscal passa a ser feito rapidamente e o tempo que os colaboradores consumiriam para concluir as contas de incidência de tributos pode ser reaproveitado em outras atividades mais produtivas ou estratégicas.

Gestão de desempenho

Um sistema de gestão para indústrias também possui ferramentas de controle e monitoramento de indicadores de performance (KPIs), que servem para que você saiba claramente como anda o desempenho da sua empresa ao longo de um período determinado — mês ou ano, por exemplo.

Indicadores de vendas, gestão de pessoas, financeiros e marketing são os mais indicados para acompanhar o crescimento da empresa e tomar ações decisivas na hora de efetuar mudanças que ofereçam melhorias reais.

Geração de relatórios mais precisos

Imagine a comodidade de relatórios que dão respostas na palma da mão, sem que seja preciso vasculhar arquivos e manusear diversas pastas. Com um sistema ERP isso é possível, pois o programa retém uma série de planilhas, tabelas e outros documentos salvos e com apenas alguns cliques (ou toques) você gera relatórios eficientes para elaborar um cenário real do seu negócio. Sem contar que, com essas informações, a tomada de decisão torna-se mais assertiva.

Diminuição de gastos

Quando um gestor deseja aplicar uma inovação, o objetivo principal é quase unânime: otimizar processos e diminuir gastos para fazer uma gestão mais efetiva. Esse não é o alvo do sistema ERP, porém é uma consequência do seu uso.

O desenvolvimento da cultura organizacional interna — na qual as inovações se tornam um hábito —, permite que haja uma melhor integração entre os colaboradores, eliminando retrabalhos, e profissionalizando cada vez mais os procedimentos e tarefas.

Com isso, campanhas de marketing não terão que ser reparadas (ou reinvestidas) por falhas na comunicação e a gestão comercial passará a ser mais certeira e menos custosa, uma vez que os dados de fornecedores e clientes estarão sempre à disposição do usuário, o que pode aumentar o número de vendas consideravelmente. A ideia é utilizar a tecnologia como uma aliada para melhorar os processos como um todo, diminuindo custos com erros que poderiam ser evitados.

Ao adotar um ERP fica mais fácil compreender porque uma solução desse tipo não é somente um capricho da modernidade, mas também uma necessidade de gestão para aqueles que se preocupam com o crescimento da marca e da empresa como um todo.

Viu só por que o ERP pode ser um importante aliado tanto da gestão comercial da indústria quanto das demais operações? Esperamos que as informações ditas acima possam ter te convencido a utilizar uma tecnologia desse tipo.

Gostou deste conteúdo? Aproveite o gancho desta leitura e confira nosso e-book “Guia do Gestor de TI: Tudo o que você precisa saber sobre ERP” para que você possa entender mais facilmente como esse tipo de solução pode ajudar sua empresa a melhorar seus processos e continuar crescendo!


Fique por dentro das novidades. Assine a newsletter da Consistem.