Filtre por assunto: Gestão Inovação Tecnologia

Como um ERP pode melhorar as vendas das empresas

Normalmente, quando pensamos em um sistema de gestão, levamos em consideração apenas os quesitos operacionais. Entretanto, um bom ERP pode – não somente melhorar processos – como aumentar significantemente os resultados de vendas.

Se você ainda não conhece todos os benefícios da ferramenta para o setor comercial, confira o artigo que preparamos com informações completas que demonstram como o ERP pode melhorar as vendas das empresas. Acompanhe!

Um ERP pode melhorar as vendas por meio da integração

É importante lembrar que os ERPs nasceram da necessidade de integração e da busca pelo aumento e controle da rentabilidade.  Antes deles, cada departamento possuía seu próprio sistema que funcionava com total independência, cada um com seu cadastro, regras de negócio e códigos de programação.

Imagine a quantidade de problemas que isso gerava, como duplicação de cadastros e possibilidade de preços diferentes nos vários softwares utilizados pela empresa.

Com o surgimento do ERP foi possível unificar cadastros e elaborar processos integrados e, grande parte dos ganhos que ele gera, resultam desse ajuste.

No que se refere ao setor comercial estamos falando de um fator determinante, pois é uma área dentro da empresa que se relaciona com várias outras, como o marketing, o financeiro e a logística.

Considere que o comercial não vai apenas coletar informações desses departamentos através do ERP, mas retornar dados importantes que ajudam em várias análises.

Vejamos mais detalhadamente nos próximos tópicos, quais são essas análises e informações compartilhadas entre os departamentos com impacto nas vendas.

As informações sobre os clientes

Um ERP armazena informações sobre o pagamento do cliente, incluindo atrasos e, as regras financeiras de negócio são configuradas pelo próprio departamento.

O responsável pode determinar o limite de crédito de cada cliente, além de condições de pagamento, por exemplo. Tudo isso, de acordo com a política da empresa.

Ainda em função da integração, é possível acompanhar o processo de entrega de pedidos e verificar inadimplentes antes de visitá-los. Quanto é possível otimizar do processo comercial focando a visita apenas nos adimplentes?

Os clientes especiais

Os sistemas ERP geram ótimos relatórios de curva ABC (de venda e lucratividade), ou seja, listas que relacionam os melhores clientes de acordo com o total de suas compras ou lucratividade. Assim, a equipe de vendas consegue dar prioridade nos atendimentos que podem render melhores resultados.

Todas as informações sobre o cliente estão disponíveis para o vendedor em um único sistema, como os produtos que mais comprou, os que deixou de comprar, os pagamentos e a variação de compra durante os meses do ano.

Muitas dessas informações podem ser usadas para planejar o atendimento de cada cliente, além de serem muito úteis para elaborar previsões e definir metas de venda.

A entrega de um serviço superior

Como os sistemas ERP podem ser customizados e parametrizados, eles se adaptam à realidade da empresa, ao mesmo tempo, são elaborados com base em um modelo de operação testado e aprovado. Estamos falando das melhores práticas de gestão adotadas mundialmente.

Durante o processo de implantação, o consultor responsável irá alinhar o sistema aos processos da empresa, mas também vai fazer o inverso, ajudando a organização a adotar melhores praticas de gestão, quando for o caso.

O resultado disso é que a operação melhora e, consequentemente, a organização consegue entregar uma experiência de compra e de uso muito melhor para o seu cliente, diminuindo atrasos, erros de entrega, falta de produtos e inúmeros outros erros.

Como resultado, os clientes ficam mais satisfeitos e isso é ótimo para as vendas.

O aumento da produtividade

Não apenas em razão do que você acaba de ler no tópico anterior, mas também por automatizar e agilizar processos, o ERP traz enorme ganho de produtividade , em todos os setores. As notas fiscais são emitidas com maior rapidez, os pedidos separados de maneira ágil e assim por diante.

Além dos ganhos de eficiência, evidentemente isso ocasiona aumento na capacidade de produção e venda da empresa, ou seja, ela consegue atender mais clientes em menos tempo.

Obviamente pode haver variação dependendo do segmento, características da empresa e da implantação, mas em alguma medida costuma aumentar o potencial de vendas.

A definição do preço e os dados de negociação

Um grande desafio na definição de preços é ajustar uma boa lucratividade a uma ótima competitividade. Nem sempre o mercado absorve um preço que garanta a margem de lucro ideal.

Os ganhos com a melhora da operação e com a produtividade reduzem custos e contribuem para melhorar a margem de lucro. Além disso, o cálculo de custos fica muito mais preciso.

Demonstrativos de resultado, separação de despesas por classes de custos (centros de custo), relatórios de consolidação de despesas e inúmeras outras informações, disponíveis em tempo real, formam um painel que permite saber com maior exatidão as margens, despesas e limites, facilitando a gestão de custos.

Essas informações contribuem para um cálculo preciso e, em consequência, resolvem problemas de competitividade gerados por preços exagerados. Isso em decorrência de não ser feita uma análise mais apurada, quando essas informações não estão disponíveis.

Fica fácil determinar margens de negociação para o vendedor de acordo com o desempenho de cada cliente. É possível até mesmo calcular a margem de lucro de cada vendedor e premiá-los de acordo com o resultado, incentivando a preocupação dele com os ganhos.

Além disso, como essas informações podem ser consultadas em tempo real, muitas delas podem ser usadas durante o atendimento, resolvendo na hora questões que possam impedir o fechamento do negócio.

O relacionamento com os clientes

Um sistema ERP que possua um CRM integrado também vai contribuir com o relacionamento com o consumidor. É possível então registrar e acompanhar o histórico de contatos, preferências dos clientes e outros detalhes próprios da ferramenta.

A grande diferença é que, como o CRM é integrado, também existem informações disponíveis sobre os pedidos de cada cliente, por exemplo. Isso permite rastreá-los inclusive no processo de produção, dessa maneira, qualquer colaborador pode informar o cliente sobre o andamento de suas solicitações.

Esperamos que tenha ficado claro como um ERP pode melhorar as vendas significativamente: melhorando a operação, fornecendo informações relevantes e monitorando os resultados.

Por isso, considere essa alternativa com atenção, já que adiar a implantação de um ERP significa postergar o fim dos prejuízos que ele evita e o início dos ganhos que proporciona.

Que tal compartilhar essa postagem na sua rede social preferida? Nós estamos no Facebook e Linkedin.