Filtre por assunto: Gestão Inovação Tecnologia

6 erros que você não pode cometer ao implantar um ERP

Um sistema de gestão é o coração da empresa. Por ele, passam os principais processos internos, são gerenciadas as informações mais relevantes e elaboradas as decisões que moldam o futuro da organização.  Apesar de tanta importância, é comum ocorrerem erros graves no momento em que a empresa vai implantar um ERP , ou seja, quando vai começar a utilizar o software na prática. Tais erros refletem de diversas maneiras no dia a dia corporativo — como perda de produtividade, insatisfação dos funcionários, mau uso do produto e gastos acima do orçamento, por exemplo.

Para ajudar você a aderir ao software da melhor maneira possível, listamos neste artigo quais são as vantagens de implementar um sistema como esse e os 6 erros mais comuns cometidos pelos gestores. Leia com atenção e tenha todo o conhecimento necessário para uma implementação mais bem-sucedida.

Quais são as vantagens de implantar um ERP?

Para evitar erros na implementação do software, é importante entender para que serve um ERP. Podemos dizer que o sistema ajuda as organizações a gerenciarem melhor algumas tarefas da rotina, como:

  • O ciclo de vendas
  • Os processos de compra de produtos
  • A elaboração de relatórios com as métricas do mês
  • A emissão de notas e de outros documentos, por exemplo.

Graças ao ERP, a diretoria é capaz de visualizar o andamento dos projetos e de checar como está a produtividade de sua empresa. O sistema permite que a empresa dê um grande salto de qualidade e de gestão.

As vantagens de adotar um sistema, porém, só virão se você fizer um excelente processo de implementação e evitar equívocos que podem colocar tudo a perder. Mas como fazer isso?

O que não fazer ao implementar um sistema ERP?

  1. Pensar apenas no preço

É comum que muitos gestores, ao avaliarem as opções de ERP no mercado, pensem apenas no preço do sistema. Esse é um grande erro. Ao focar apenas no valor, a empresa deixa de lado critérios importantes, como as principais funcionalidades do produto e a facilidade de uso.

Se você deixar de olhar para esses fatores, poderá adquirir um software que não atende suas necessidades da forma correta, o que pode resultar em perdas muito maiores no futuro.

  1. Ter pressa para finalizar a implementação

Os sistemas ERP ajudam a melhorar a gestão de toda a empresa. Por isso, devem ser implementados com cautela e paciência. Se você queimar etapas nesse processo, terá dores de cabeça no futuro.

É importante realizar testes com o software para saber se está funcionando da maneira correta, fazer treinamentos com a equipe para aproveitar o melhor da solução e integrar o sistema com todos os departamentos da empresa.

Implementações finalizadas de maneira apressada tendem a reduzir os impactos positivos que o ERP poderia ter nas organizações. Não caia nesse erro. Faça tudo com calma, dando um passo de cada vez.

  1. Esquecer que o ERP está em constante evolução

O ERP não é um software qualquer. O sistema de gestão exige uma adaptação constante da empresa de acordo com o crescimento da companhia e das exigências de mercado.

Diante disso, é importante que você implemente um software cujo fornecedor também disponibilize suporte e manutenção. Esses serviços são muito importantes para você conseguir ajustar o ERP para suas demandas ao longo do tempo.

  1. Falhar na comunicação com a equipe

Implementar um novo software de gestão vai impactar na rotina de muitos funcionários. Apesar de positiva, essa situação tende a gerar algumas resistências internas e até insatisfação de empregados.

Evite esse erro. Seja eficiente na comunicação com a equipe interna. Avise com antecedência sobre o processo de implementação, informe quanto tempo o processo vai levar e explique em detalhes os benefícios do ERP.

Se os funcionários entenderem bem o processo e as vantagens do software, eles serão grandes aliados ao longo da implantação.

  1. Economizar no treinamento

Nem pense em tentar economizar algum dinheiro na fase de treinamento. Pode até parecer uma boa ideia para cortar gastos no curto prazo, mas é uma péssima estratégia.

Caso os funcionários não sejam treinados da maneira correta, eles vão demorar muito mais tempo para utilizar o software corretamente. Na prática, isso significa que você terá um grande sistema, mas que será muito mal aproveitado.

Porém, se os empregados conhecerem as principais funcionalidades e funções do ERP, a eficiência do trabalho deles irá crescer bastante em pouco tempo. É mais rentabilidade para a sua empresa.

  1. Escolher um fornecedor ruim

O sucesso no processo de implantação está intimamente ligado à qualidade do fornecedor do software (ou da empresa responsável pela implementação). Por isso, redobre a atenção na hora de definir o fornecedor.

Não olhe apenas para o produto. Cheque se a empresa continua prestando um bom serviço após a assinatura do contrato. Fale com outros clientes e pesquise pela reputação dela na internet.

As mesmas dicas valem caso você contrate uma consultoria especializada na implantação de ERP. Quanto melhor a reputação da consultoria, mais chances você terá de ter um bom processo de implementação.

Implementar um sistema ERP é complexo e demanda bastante planejamento, mas você pode fazer um processo bem-sucedido se evitar os erros citados acima.

E aí? Gostou deste artigo? Não deixe de compartilhá-lo nas suas redes sociais.