Filtre por assunto: Gestão Inovação Tecnologia

Conheça as melhores práticas para gestão de custos operacionais

Geralmente, os gestores de empresas de todos os portes são muito atarefados. Eles têm uma rotina árdua, pois precisam administrar diversos setores de uma organização. Na maioria das vezes, focam em algumas áreas específicas e entre elas estão: compras, vendas e administrativa. No entanto, vale frisar que a gestão de custos operacionais é uma das partes fundamentais para o sucesso das empresas.

Desenvolvendo um bom trabalho nessa área, será possível diminuir as despesas e, consequentemente, os produtos ou serviços oferecidos pela empresa poderão ser vendidos a um preço mais competitivo, sem perder a qualidade.

Então, você deseja saber um pouco mais sobre as melhores práticas para a gestão de custos operacionais? Continue lendo nosso artigo e veja abaixo quais são elas!

Verificar o regime tributário auxilia na gestão de custos operacionais

Um ponto a ser avaliado com muita cautela é o regime de tributação, já que em nosso país os tributos pagos pelas pessoas jurídicas são muito elevados. Com a escolha do regime fiscal correto é determinada a base de cálculo dos impostos municipais, estaduais e federais, sendo que isso pode gerar uma ótima economia para o seu negócio.

É preciso estar certo de que o seu empreendimento está enquadrado corretamente e conforme a legislação tributária nacional. Saiba que erros ao fazer a opção pelo regime inadequado podem gerar gastos desnecessários e até mesmo causar sérios problemas com a Receita Federal.

Caso não saiba avaliar essa parte sozinho, sugere-se que você contrate uma empresa especializada no ramo contábil para prestar auxílio. Dessa forma ficará bem mais fácil saber se é o regime do Lucro Real, Presumido ou ainda o Simples Nacional. Apenas um deles será o melhor para sua empresa e se encaixará perfeitamente nos seus objetivos.

Fazer a gestão de estoque

Uma das melhores maneiras de fazer a gestão de custos é verificar periodicamente o seu estoque. Produtos que tem pouca saída não devem ser comprados em grande quantidade.

Em contrapartida, aqueles que são mais vendidos não podem faltar. Portanto, é interessante controlar as compras e as vendas que são feitas pelos funcionários.

Pesquisar novos fornecedores

Devido à grande concorrência, uma enorme gama de fornecedores está disponível no mercado. Faça pesquisas de preços de todos os itens que necessita adquirir e observe sempre a qualidade antes de escolher, sejam eles utilizados para fabricação ou manutenção da sua empresa.

Desse modo você vai encontrar produtos com melhores custos e poderá negociar com mais facilidade. Mas lembre-se de escolher fornecedores que possuem boa credibilidade e você conseguirá cumprir seu objetivo, que é o de adquirir mercadorias mais baratas e com boa qualidade.

Analisar custos e despesas

Por vezes, os gestores acabam cortando muitos gastos que acham desnecessários sem fazer uma avaliação prévia dos custos e despesas. Evite que tal fato ocorra em seu empreendimento. Para isso, faça reuniões com a sua diretoria e analise criteriosamente cada um dos valores a serem investidos.

Fazer o controle do fluxo de caixa

Fazer o controle do fluxo de caixa é outro ponto importante, pois todas as saídas e entradas precisam ser rigorosamente anotadas. Caso contrário, pode gerar sérios problemas com o controle dos valores e no futuro com a fiscalização.

Ouvir a opinião dos colaboradores

Os colaboradores desempenham papel decisivo dentro de um negócio, pois são eles que participam dos processos de desenvolvimento no dia a dia.

Por essa razão, eles sabem quais são as reais dificuldades enfrentadas e podem perceber se está havendo algum desperdício. Escute o que estes profissionais têm a dizer e coloque em prática tudo que puder para melhorar os setores de trabalho.

Oferecer treinamentos profissionais

Ofereça treinamentos aos seus colaboradores, sejam eles dos setores administrativos ou produtivos. Funcionários bem treinados conseguirão atingir metas com mais facilidade e consequentemente trabalharão com menor margem de erros.

Isso pode reduzir drasticamente os gastos com desperdício de material e os produtos serão produzidos com mais agilidade.

Utilizar métricas

Utilize-se de sistemas de mensuração – ou indicadores de desempenho – para avaliar o desenvolvimento de todos os setores da empresa. Ao fazer o uso dessa técnica, você poderá fazer análises de custos e conseguirá interpretar resultados, podendo assim sugerir novas melhorias para o empreendimento.

Escolher um sistema de gestão

Para o bom desempenho e sucesso da gestão de custos, é fundamental utilizar-se das novas tecnologias presentes no mercado. Um bom software fará toda a diferença na hora de controlar gastos, verificar preços e saber como está o caixa.

É importante, também, que os gestores realizem pesquisas e verifiquem as vantagens e desvantagens de cada um dos sistemas de gestão ofertados.

Muitos critérios devem ser analisados para fazer a escolha certa e um deles é saber se toda a gestão poderá ser feita com a mesma ferramenta. Dessa maneira, será bem mais fácil controlar a empresa por completo.

Saiba que não importa o momento que sua empresa esteja enfrentando, seja ele bom ou que inspire certos cuidados. Fazer o controle rigoroso de custos faz toda a diferença entre o sucesso e o fracasso do seu empreendimento.

Portanto, não deixe de utilizar essa estratégia em seu negócio e veja diariamente os ótimos resultados que ela proporciona!

O que você achou deste artigo? Interessante? Então compartilhe este texto nas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem o assunto.